Elefante branco

Desta vez o elefante é mesmo branco

 

O blackout segue dentro de momentos

Os nossos dissecadores ainda não digeriram bem o facto de terem sido afastados da equipa nacional. Como tal decidiram manter-se em greve até ao dia em que a Fenprof diga bem de uma medida tomada por um ministro da educação.
No entanto, a dupla Fraga/Mendes merece uma excepção. Pedro Fraga ganhou para Portugal a primeira medalha de ouro em seniores em regatas de nível mundial. Nuno Mendes é outro campeão, com uma mentalidade que o seu resultado em Eton ou em Sevilha não deixa transparecer. Mas em breve também terá o seu momento de felicidade.
Aos dois Dr. Jekyll & Mr. Hyde quer deixar o seu apreço. Se é de atletas assim que a equipa nacional é feita talvez os nossos dissecadores não tenham mesmo lugar. E talvez até levantem o blackout em breve. Porque esta dupla merece.

PS: aos dirigentes da FPR, pensamos que fica mal terem entrado há 2 dias e já terem 2 medalhas no curriculum. É que podem levar os mais distraídos a pensar que afinal as medalhas dos últimos anos não tinham nada a ver com o trabalho do presidente que se demitiu há 10 meses…

Anatomiadoremo fora da Equipa Nacional

Como devem ter reparado, os nossos dissecadores estão num momento de reflexão. Dizem que estão fartos de dar ao remo nacional e queixam-se de não receber nada em troca.
Não, parece que não estão a falar dos salários que alguns recebiam para ser dirigentes, treinadores, condutores de atrelado ou lancha, técnicos de manutenção, etc. Estão a falar da Equipa Nacional.
Parece que a nova direcção da FPR entende discriminar negativamente aqueles atletas que andam um pouco menos do que os outros. Depois de Dr. Jekyll ter sido afastado no ergómetro, por ter feito 9m37s, foi Mr. Hyde a ser afastado na água por ter feito 8m51s. Os nossos dissecadores não se conformam e acham que, se fizerem um mês de estágio no Pocinho antes do Campeonato do Mundo, se põem a andar quase tanto como os atletas que foram seleccionados.
É triste que só se escolham os melhores para fazer parte da equipa nacional. Afinal de contas haverá sempre alguém que terá de ficar em último em cada regata. Porque não dar essa honra aos nossos dissecadores, que sempre quiseram ter um maillot da selecção e ir passear ao estrangeiro à custa do orçamento? Não há outros que tinham fato à pala e gastavam mais de roaming numa deslocação do que alguns técnicos recebiam de salário por mês, mesmo depois de a FPR já estar a dever mais de 1 milhão de euros?
Ainda dizem que o remo nacional está no bom caminho. Com estas modernices, qualquer dia até dizem que é preciso treinar 12 a 14 vezes por semana para ter resultados de nível internacional…

Remo nacional venceu

Não, não é mais uma vitória da nossa dupla maravilha, essas ficam lá mais para o Verão. Esta é mesmo uma vitória da modalidade: dos 75 delegados existentes 52 marcaram presença em Soure, apesar de a corrida ser de lista única.
A somar a isto há a registar 49 votos no candidato Luís Ahrens, o que o legitima inequivocamente para 4 anos de mandato, que com certeza serão em tudo diferentes destes anos de má memória.
Pode ser que assim algumas mentes mais atávicas percebam que o remo nacional mudou. E que já não vai em contos do vigário nem em banhas da cobra.
Aos orgãos eleitos Dr. Jekyl & Mr. Hyde desejam a maior das sortes, que bem precisam…

Vais ou ficas?

Os nossos candidatos andaram hoje pela capital do império. Com melhores ou piores companhias a campanha lá vai continuando. Dr. Jekyll & Mr. Hyde ouviram argumentos de um e de outro lado e já tomaram uma decisão: vão votar no candidato com melhor palmarés internacional. Faz bem ao ego. Se os candidatos fossem 2 senhoras votavam na que tivesse os seios maiores. Enfim, critérios ao estilo da Proteste com a sua escolha acertada.
O candidato sem listas continua reunido com os seus 3 apoiantes, reflectindo sobre a pertinência da sua candidatura. Entre uma derrota estrondosa ou uma saida airosa parece que vai optar por esta alternativa.
Quam vai ficar triste são aqueles ex-colaboradores da FPR que votaram a favor da liquidação da FPR na assembleia de credores, alterando o voto 5 minutos depois, numa prova de grande coerência intelectual. É que com duas listas sempre podiam avançar com uma impugnação sob qualquer pretexto. Parece que ainda ninguém lhes explicou o que é o período de nojo…

Ao sprint

O plano de insolvência apresentado pela comissão administrativa da FPR foi aprovado in extremis, com alguns credores que poucos minutos antes tinham votado contra a alterarem o seu sentido de voto e a viabilizarem a continuidade da FPR.
Qualquer semelhança com o perfil de regata da dupla olímpica é a mais pura realidade.
Agora falta uma lista de gente séria e competente, mas isso parece mais fácil do que agradar a quem ainda acha que o Rascão Marques é inocente desta situação…

O Remo e o Futuro – Que Caminhos?

Os nossos dissecadores já se inscreveram no fórum, para ver se o caminho futuro é diferente do caminho passado…

Congresso ARDP

forum de Remo F. Inscrição



Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.