Sem comentários

(…)
O problema de Portugal, não é só a falta de recursos, quer humanos, quer materiais.
O problema de Portugal é a atitude que devemos ter perante a vida.
É a necessidade de termos ética, de sermos responsáveis, íntegros, de respeitarmos os outros, as leis, os regulamentos, o amor ao trabalho e ás grandes causas, o desejo de nos superarmos.
É pormos de lado o estarmos sempre à procura de enganar o parceiro do lado, o Estado, o fugirmos ao pagamento de impostos, o gastarmos dinheiro em vaidades que depois fazem falta nas coisas essenciais.
Quando formos capazes de alterar esta nossa atitude, será sinal de que estamos a ganhar um país, um povo e uma classe dirigente responsável e em quem podemos confiar.
Acredito que esse tempo chegará. Eu estou confiante.
Espero ter ainda tempo de observar essa realidade.
Bem hajam e muito obrigado.
António João Rascão Marques
Presidente da Federação Portuguesa de Remo
Congresso do Desporto, 12 de Janeiro de 2006

Advertisements

2 Responses to “Sem comentários”


  1. 1 Homem do Norte 19/10/2012 às 14:59

    Ilustres Convidados;

    … e este tesourinho deprimente. Porque é importante quese recorde…

    (Discurso de tomada de posse do Coveiro do Remo Português)

    Senhores Membros dos Órgãos Sociais Cessantes;

    Senhores Membros dos Órgãos Sociais Eleitos;

    Minhas Senhoras e meus Senhores;

    Cumpre-me, neste singelo acto solene, dirigir-vos algumas palavras.

    Desde logo, não poderia deixar de expressar os mais profundos agradecimentos a todos aqueles que, de alguma forma, contribuíram para a concretização deste momento, ao longo dos muitos anos que conto de ligação à nossa modalidade.

    Aos clubes, onde, ao longo de muitos anos exerci a actividade como treinador e dirigente; o Lobito Sport Clube, o Ginásio Clube Figueirense e a AAC; por terem acreditado em mim e me terem permitido realizar o trabalho que me deu a experiência e a credibilidade suficientes para que a maioria dos clubes nacionais me tivessem dado o seu voto de confiança para a condução dos destinos do Remo Nacional nos próximos quatro anos.

    A todos os que me acompanharam na minha candidatura que, de forma incansável e com extremo empenho, trabalharam para por de pé um projecto que era nosso mas que, a partir de agora, pretendo que venha a ser de todos.

    E à minha esposa. Por sempre me ter apoiado e ter compreendido o quanto é importante para mim estar ligado ao Remo, malgrado os sacrifícios que tal ligação implica para as nossas famílias.

    A todos, bem hajam!

    É nossa convicção que o Remo Português assiste, hoje, a um virar de página. Uma página onde se inscreve uma nova era. Uma era de mudança.

    Para essa mudança, é essencial o desenvolvimento e implementação de um plano estratégico que vise a concretização para o Remo Nacional de três objectivos fundamentais:

    1. Dimensão; buscando-se e desenvolvendo-se formas alternativas da sua prática, tornando-o convidativo e levando-o a sectores da sociedade onde tradicionalmente, em Portugal, ainda não logrou chegar (empresas, centros de férias, clubes aventura, etc.);

    2. Profundidade; desenvolver um projecto nacional a apresentar à administração pública desportiva para, em parceria com o desporto escolar, as autarquias e o tecido empresarial local e/ou regional, criar condições para trazer mais jovens para a prática da modalidade, alargando, assim, a base de formação da pirâmide que “alimentará” em quantidade e qualidade o seu vértice – a competição.

    3. Visibilidade; estruturar e desenvolver uma estratégia de divulgação e promoção da modalidade junto dos media e de outros potenciais agentes alvo, com vista à sua maior difusão pelo público em geral e logo, junto de potenciais sponsors, enquanto modalidade desportiva. Investir num verdadeiro marketing do Remo, onde o objectivo é “vender” um produto ou um serviço.

    É um trabalho árduo que nos espera. Temos consciência disso.

    A verdade é que, só assim, poderemos disseminar a nossa modalidade e, por esta via, captar a atenção e o investimento, público ou partilhado, necessário à conclusão e criação de infra-estruturas essenciais à elevação qualitativa da nossa modalidade. Falamos, por exemplo, do Centro Náutico de Montemor-o-Velho, um equipamento inacabado, onde foi feito um grande investimento, mas cuja não conclusão o torna um investimento de fraco ou nulo retorno; falamos da inexistência de Centros de Treino em vários pontos do país, cuja criação há que promover; falamos de um Centro de Alto Rendimento (CAR), necessário para aspirarmos a crescer internacionalmente; …

    Porém, apesar de todas as dificuldades que teremos que enfrentar, nomeadamente de carácter financeiro, acreditamos firme e inabalavelmente ser possível. Deixo-vos a certeza que não nos pouparemos nos esforços para que se alcancem tais desideratos.

    Para isso contamos com todos: Clubes, ANAR, ANTREMO e, naturalmente, com os remadores. É essencial que se criem sinergias, fazendo convergir todos os esforços para a concretização de num projecto que é de todos e para todos.

    Independentemente das opiniões individuais, direito inalienável de cada um, importa convergir num só sentido: o engrandecimento do Remo Português.

    Deixo um apelo aos agentes públicos desportivos nacionais e, muito especialmente, às autarquias e aos agentes públicos regionais: ajudem-nos a levar por diante esta tarefa; participem na realização deste “sonho”.

    António Gedeão dizia:

    “(…) sempre que um homem sonha
    o mundo pula e avança (…)”

    e para Fernando Pessoa

    “Deus quer, o homem sonha, a obra nasce”

    Vamos todos fazer essa obra, vamos todos trabalhar para “RENOVAR A TRADIÇÃO” do Remo Português.

    Bem hajam!

  2. 2 Homem do Norte 19/10/2012 às 15:15

    Que reflexões tão elevadas!!!!
    Bem prega(va) Frei Tomás!!!!!
    Que pague com língua de palmo o que fez ao remo português. Que não se poupem esforço para o levar à barra do tribunal para seja responsabilizado civil e criminalmente se for o caso.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: