Sport(ing) Clube do(e) Porto(gal)

Como sabem, na última AG os ânimos exaltaram-se – para não variar – entre os delegados e o Nosso Querido Líder. Mas parece que desta vez o NQL se meteu com a pessoa errada.
Acusar o presidente de um dos históricos do remo de “corrupto” e “mentiroso” foi a gota que fez transbordar o copo da indignação. Ainda mais quando esse presidente é uma pessoa respeitável e respeitadora, bem relacionada, inteligente e conhecedora dos meandros de vários “rios” de norte a sul do país.
Parece que desta vez o tiro vai sair pela culatra. Algum dia havia de acontecer…

http://expresso.sapo.pt/remo-sport-club-do-porto-pede-insolvencia-da-federacao=f718059

29 Responses to “Sport(ing) Clube do(e) Porto(gal)”


  1. 1 A.L. 10/04/2012 às 15:55

    Uma vergonha o que se lê hoje na net. O querido chefe deu agora em angariador de clubes para atletas. Será de graça ou andarão envelopes pelo caminho. Ou me engano muito ou estamos em vésperas não de um apito dourado mas de um remo dourado. Felizmente o Pesidente do Benfica não se deixou corromper, correu com o nosso chefe presidente e não aceitou a proposta porca que ele fez ao Benfica.. Bem pelo contrário o Sporting, corruptamente abriu as portas ao Rascão. Aqui anda gato escondido com rabo de fora! Desta vez tudo se vai descobrir, até o que se passa com o balanço da Federação. Força SPORT, o povo remador está contigo.

    • 2 Frederico Gaspar 12/04/2012 às 11:34

      O presidente do Benfica não se deixou corromper? ahahah essa é a história que anda por ca?? Pois bem meu amigo ou amiga A.L. o presidente do Benfica não assinou nada com a dupla olímpica porque o Presidente do Sport Clube do Porto aka Barros Vale ( o salvador da pátria como parece que agora se auto-intitula) ligou para la a insultar tudo e todos e com exigências que claro está em prol do seu bem estar pessoal, ou seja, o Benfica reparou que estava a lidar com pessoas de baixo nível e não se quis chatear com badamecos presunçosos e sedentos de protagonismo como é e sempre será o Paulo Barros Vale. Quanto ao Sporting, nem vou comentar. A seu tempo tudo ficará esclarecido. Já agora perguntem ao BARROS VALE porque é que o Gustavo Lima deixou o SPORT.

      • 3 PaulomBarros Vale 14/04/2012 às 5:46

        Lamento que o Sr Frederico Gaspar, se o nome verdadeiro é mesmo esse, use uma linguagem de taberna para falar de pessoas que nao conhece e avaliar em publico o seu caracter…
        O debate saudável, deve basear-se em princípios de educação e factualidade e nao em arremesso de bocas (principalmente se “foleiras”, como é o caso).
        Vamos aos factos.
        1.Nunca falei em corrupção, mas quiçá, estaremos de facto perante algo dentro dessa classificação, já que, alguém que tem obrigação de ser independente, de defender de igual forma os seus associados, se assume como dono de activos (atletas) que nao são seus, para os ir oferecer a um clube que ainda por cima nem sequer faz parte da FPR, não deixa de cometer um crime. Ora esse crime, se implicava, benefícios económicos e materiais, para os atletas e para a FPR, enquadra-se em tipologia prevista no nosso código penal em vigor.
        2.Nunca liguei para o Benfica. Muito menos insultei quem quer q seja. Limitei-me a explicar a dirigentes que me conhecem e que quiseram saber as circunstancias e as implicações do “negócio” que lhe foi proposto, a verdade e a artimanha e consequências do que se preparava.
        3. Se dúvidas houver sobre ter sido a iniciativa do sr Rascão, o que é que pretendiam com a operação, e qual o meu papel no filme, o Tribunal Crime que julgar a acção penal contra o ainda presidente da FPR, terá oportunidade de descobrir o q de facto se passou. É só ter alguma paciência e nao escrever sobre, ou o que não se sabe, ou saber mt e esconder-se atrás de um qq pseudónimo.
        4. Respondo com muita facilidade pq é que o Gustavo Lima saiu do Sport: Lentilhas e Falta de Caracter. O rapaz, queria dinheiro, muito dinheiro, como agora é moda na mercantilização do desporto. Para além da bolsa do COP, (mt superior à média salarial dos portugueses que com os seus vencimentos têm que sustentar as suas famílias e pagar as deslocações para o seu trabalho), bolsa essa paga pelos nossos impostos, o rapaz queria mais graveto do que aquele que lhe pagava, e já era mt, a Câmara de Matosinhos (um dos municípios que alberga o Sport..), para usar a sua imagem. A bolsa que os tugas pagam aos atletas de alta competição é pois a contrapartida para eles desempenharam a sua função e obrigação, mas ainda lhes permite não terem patrão, divertirem-se com o que gostam e escolheram fazer, conhecerem o mundo, terem notoriedade, e distorcerem a realidade competitiva de todas as provas em que participem, já que podem dedicar-se por inteiro ao treino, ao contrario dos outros 99%, que não o podem fazer, nada recebem, e ainda pagam para isso Como, para certa gente o que conta é o vil metal, e a bolsita é coisa injusta (mesmo q sendo valor liquido cerca de o dobro do salário médio nacional), vai daí, o rapaz, foi tentar comércio junto de outra autarquia que pagasse mais, e facilmente encontro em Cascais, que, ao contrario de Matosinhos tinha a bolsa mais folgada, devido às receitas do jogo do Estoril, ou seja, juntou mais dos nossos impostos, aos outros impostos de que já beneficiava…
        5. A malta das lentilhas, chama a esta questão de sacar mais algum em cima do dinheiro dos impostos que lhes dispensamos para se realizarem com o que escolheram, terem “mais condições para treinar”… mas esquecem que dia-a-dia há milhares que treinam sem essas “condições”, e que competem consigo, sem nenhum handicap, ganhando quase sempre, para além do dinheirinho, os prémiozinhos, implicitamente injustos, pela desigualdade, aí sim, das verdadeiras “condições”
        6. Para nós Sport, os principios do Olimpismo Puro, são os que orientam a nossa actividade, nem que fiquemos sozinhos a fazer de Dinossauros
        7. Quanto ao “em prol do seu bem estar pessoal”, a única resposta ao insulto, como todos compreenderão, não poderá ser dada a não ser pessoalmente ao Sr Federico Gaspar, se é que ele existe…

      • 4 Anónimo 16/04/2012 às 0:15

        Só uma pergunta!!! O seu salário da para sustentar a si e ao seu porche???

  2. 5 pataniscascp 10/04/2012 às 22:56

    Nao tenham pena do Barros Vale que os atletas do Sport Club do Porto tambem nao, esse senhor nao quer saber dos atletas. Nunca esteve presente. So sabe passar por la quando existem reportagem da rtp. É uma vergonha.

    Atleta do SCP

  3. 6 Nortenho 11/04/2012 às 14:13

    É por estas e por outras que o NLQ não divulga tudo o que sabe “os blogistas vêm logo para a praça pública dar com a lingua nos dentes”. Lá continua a saga da malta do remo. Sós, desamparados e pobres (cada vez mais; mais um ano com contas negativas!!!…)
    Relativamente à questão que envolve a dupla olimpica e o Sport são guerras para outros palcos. Tudo o que se vai escrevendo e comentando pelos palco dos blog`s não passa na maioria dos casos por pura ignorância e até alguma estupidez à mistura.
    Na minha opinião o grande culpado disto tudo é o Sport Club do Porto pois após o BOM DESEMPENHO DOS SEUS ATLETAS EM PEQUIM não soube ou não teve arte e engenho para dar as melhores condições aos SEUS DEDICADOS ATLETAS. Vem agora o seu Presidente (só porque finalmente alguém reuniu as condições para que Nuno Mendes e Pedro Fraga possam desenvolver mais um ciclo olimpico sem terem de andar a preocupar-se com outras coisas senão remar) com a aurea de defensor da modalidade do clube quando efetivamente apenas se preocupa com o rendimento do show off que a ocasião lhe proporciona. Já se falava nos bastidores à algum tempo da possivel saida dos atletas. Deveria ter-se preocupado mais cedo e defendido o clube das investidas que vinham a ser efetuadas para a contratação dos atletas. ALIÁS ISTO TUDO NÃO PASSA DE FOLCLORE; É QUE OS ATLETAS CONTINUAM A TREINAR NO CLUBE COM O MATERIAL DO CLUBE. É caso para perguntar: – Para quê tudo isto?
    Não se esqueçam que na última A.G. da F. P. Remo as comadres zangaram-se e ficou a saber-se algumas das verdades que à alguns anos atrás pairavam no ar. QUEM FUROU O BLOQUEIO NO CAMPEONATO NACIONAL DE INVERNO DE 2009??? A atual imagem do Sport não é a melhor apesar de ser um clube centenário e com uma larga história à sua volta.
    O comentário do atleta do Sport só vem confirmar o que à muito se suspeita: – É só fachada…

    Saudações desportivas.

    P.S. – Á alguns anos a esta parte que muitos dos dirigentes que estão no remo é para se servirem dele e não para servir o remo🙂🙂🙂

  4. 7 PaulomBarros Vale 12/04/2012 às 0:48

    O Atleta do SCP deve ser uma invençãozinha qualquer… Eu não me escondo. Sou o criticado, por quem ou é maldoso ou desconhecedor. O presidente do Sport nao dirige um clube de remo e sim o principal clube amador do Norte de Portugal, com mais atletas, mais instalações (em vários concelhos) e mais modalidades. É portanto natural que nao viva na secção de remo, já que tem outros dirigentes, também voluntarios, como é o seu caso…, que dirigem o dia a dia da modalidade. O Presidente, no entanto, orgulha-se do seguinte: 1. Quando tomou posse o Sport-remo tinha 6 atletas e estava em extinção eminente, 2. Hoje tem umas centena, 3. Não tinha qualquer treinador, 4. Hoje tem vários treinadores, pagos pela Direcção Central do Clube e não pela secção que não gera recursos suficientes, para os custos mensais, 5. Não tinha instalacões proprias nem dignas, 6. Hoje é proprietário do edifício do posto nautico, onde investiu importantes verbas na criação de 3 pisos dedicados exclusivamente ao remo, 7. Nao tinha qq vitórias nas epocas anteriores, 8. Hoje está nos principais lugares do ranking nacional de resultados, com diversos campeoes nacionais, 8. Nao tinha resultados de referencia em provas internacionais, 9. hoje tem os resultados melhores alguma vez alcançados internacionalmente pelo remo nacional, 10. Todos os barcos comprados nos ultimos anos pelo clube foram pagos com capitais proprios sem quaisquer apoios ou subsidios, ou patrocinios de quem quer que seja.
    Chega para se entender pq é q o Presidente nao anda sempre metido numa das suas multiplas seccoes?
    Talvez…
    Paulo Barros Vale
    Presidente do SCP, fundador da FPR e o unico clube com esta sigla legalmente membro da mesma…

    • 8 Sónia Ferreira 12/04/2012 às 11:15

      Estou verdadeiramente comovida. É preciso ter lata para escrever estas barbaridades. Só tenho uma coisa a dizer a este presidentezeco LOL (Laugh out Loud )

      • 9 PaulomBarros Vale 13/04/2012 às 20:25

        Então menina Ferreira, não seria mais digno, em vez de se rir tanto, dizer onde estão as barbaridadezinhas? É dificil, contestar factos objectivos, não é? Continue a rir-se que a caravana passa indiferente, como indiferente passará aos latidos e mordidelas cobardezitas de qualquer cão rasca…

    • 10 pataniscascp 16/04/2012 às 23:27

      Vai me dizer que foi graças a si que o clube tem ganho. Nao sera por causa de nos atletas. Nao pedimos que viva no clube, mas umas visitas de vez enquando nao variam mal nenhum. Tenha vergonha na cara. Deixe de se fazer de bonzinho, porque o remo tem ganho o que ganhou graças aos ATLETAS e so as ATLETAS

      • 11 PaulomBarros Vale 17/04/2012 às 8:03

        É óbvia a origem destas boquitas malcriadas que por aqui aparecem. Trata-se de um circulo especialmente proximo de quem quer defender o indefensavel. Se fossem originarias de adolescentes ainda com reduzido conhecimento de como funcionam as organizações, ainda se poderiam entender, mas quer-me parecer ser gente mais velhinha, escondida cobardemente atras de nomes falsos, que primeiro deverria ser educada e depois justa. Assim, torna-se incredivel. De facto, como o q escrevi é puramente factual, é impossivel de desmentir. Só quem quiser ser incredivel dirá que nos resultados desportivos só está a estratégia e o esforço dos seus dirigentes, ou por exemplo dos seus treinadores, ou os recursos financeiros, humanos ou materiais investidos na actividade… Como ridiculo, diria até infantil, é julgar-se que o esforço e dedicação dos atletas, numa modalidade como o remo, e com o ponto de partida que o mesmo teve qd lancei o seu renascimento no Sport, só se deve a quem remou na água. É que no caso do Sport o investimento total no periodo, por parte da direcçao central do Clube, ao longo dos meus mandatos foi extraordinario. E nesse investimento não houve carradas de subsidios para comprar barcos, pagar salarios ou construir grandes edificios, conforme alguns tiveram… Só a verdade é revolucionária. A mentira é só reaccionária. A injustiça é desprezivel!

  5. 12 PaulomBarros Vale 12/04/2012 às 1:14

    Mais um comentario, para alguem que se esconde atras de um nome NORTENHO, e que suspeito bem, pelo conteudo conhecido, ser um verdadeiro SULISTA Centralista.
    1. Se os atletas continuam a treinar no clube e com material do clube, ou é a confirmacao q o filme do Sporting nao passa de uma pequena brincadeira, ou que existe um comportamento que tem enquadramento nos diversos normativos em vigor, e na visao etica dos comportamentos de quem entende as regras do mundo e da sociedade , 2- Os atletas em causa beneficiaram até agora de um esforço extraordinario por parte do clube e so isso os levou onde estao, seja pela aquisicao de material, seja pela disponibilizacao de treinadores, pagos pela direccao, seja pelo pagamento de deslocacoes, seja pela canalizacao dos valores monetarios de todos os premios para as suas proprias despesas, ao contrario do que seria suposto que era a sementeira noutros valores que garantam a renovacao competitiva, 3- tudo foi até hoje proporcionado aos olimpicos, até mesmo hà 3 meses, a compra de dois skifs para uso exclusivo da preparacao olimpica, substituindo-se o clube à FPR e ao COP na aquisicao de material so para Londres, 4- A mercantilizacao dos atletas olimpicos, que recebem uma bolsa do COP paga pelos nossos impostos, para poderem trabalhar no que gostam, sem patrao, sem horario, conhecendo o mundo, divertindo-se, vai comercialmente impondo que os clubes tenham que inventar tostoes onde nao existam, para agradar ainda mais aos notaveis, de algumas das modalidades (felizmente, nao todas…), e foi nesse sentido q com mt esforço e sport decidiu juntar mais esforço, ao anterior esforço e aceitar pagar€€$ mais de 600 por mes a cada um, o que lhes foi transmitido em meados em Janeiro ultimo, tendo demorado algumas semanas a confirmar um conjunto de questoes legais associadas a esse suplemento – os chequem continuam na secretaria para serem recebidos, enquanto o filme da transferencia ilegal nao fica resolvido…
    Nao parece portanto que a direccao do Spprt seja assim tao ma, nem q o Presidente ande à procura de qq mediatismo, que o remo, de todo nao permite…
    Lamento a injustiça das criticas e a falta de coragem do Nortenho Sulista em dar a cara pelo que escreve sem saber…ou saber demasiado porquw escreve…
    PBV
    Presidente do SCP

  6. 13 PaulomBarros Vale 12/04/2012 às 2:18

    SPORT AFINAL TINHA RAZÃO : BASTOU UM DIA PARA SE CONFIRMAR A NECESSIDADE URGENTE E O FUNDAMENTO DO PEDIDO DE INSOLVENCIA DA FEDERAÇÃO DE REMO

    Como é público o Sport Club do Porto, solicitou ontem o pedido de insolvencia da Federaçao Portuguesa de Remo (FPR). A alguns pareceu uma bomba, mas sabiamos bem o que faziamos, quando fizemos essa exigencia de cumprimento da lei.

    A única forma de proteger os interesses do Remo Nacional (a 3 meses dos Jogos Olimpicos), e no periodo em que decorre o funcionamento normal da época desportiva, e o interesse geral dos credores da FPR, é o processo de insolvencia, obrigação a que estão sujeitos os seus dirigentes (e que recusam cumprir…), e unica via de congelar os multiplos ataques que de forma individual e legitima estão a ser intentados contra aquela federação.

    A gestão verdadeiramente irresponsavel, ilegal e danosa, que tem vindo a ser praticada na FPR, faz correr o risco da derrocada iminente do seu proprio funcionamento, e a implosão da estrutura funcional da mesma, já que as penhoras multiplas de que está a ser vitima, podem inviabilizar a qualquer momento, as mais correntes funções de administração e controlo da entidade.

    Sem bens, moveis ou imoveis, computadores, secretárias, material técnico, que estão à mercê dos credores, a FPR pode parar a todo o momento, criando na pratica um vazio institucional, que explodirá com estilhaços para cima de todos os clubes e atletas, um pouco por todo o país, que se veriam impossibilitados da sua normal pratica desportiva e competitiva.

    Bastou um dia para a história nos dar razão:

    Ontem, com a presença da policia, e por ordem judicial, foi feita uma intervenção na FPR, retirando através de camião, a generalidade dos bens moveis e equipamentos tecnicos, que são indirctamente propriedade dos clubes associados daquela instituição, e que são verdadeiramente indispensaveis para o funcionamento regular da modalidade do remo no nosso país.

    Era isto que pretendiamos evitar. Infelizmente horas depois da nossa exigencia, o que temiamos aconteceu. Sem meios federativos, na pratica, o remo tal qual o conhecemos, pode parar a todo o momento.

    Nao ficamos felizes por termos tido razao tão cedo. Sentimo-nos penalizados, como todos os outros, pelo facto de o irresponsavel Presidente da Federação, nao ter protegido os activos à sua guarda, atraves da apresentacao à insolvencia, como a lei determina, e como sugerimos na ultima AG (que embora ilegalmente) reuniu no passado dia 31.3.12.

    Espera-se agora, que as autoridades administrativas e judiciais, entendam o nosso pedido, e actuem com urgencia para ainda salvar o que possa restar do já fragilissimo funcionamento daquela instituição, que por enquanto ainda detém utilidade pública.

    Porto 12 de Abril de 2012
    A Direcção do Sport Club do Porto

    • 14 Inês Pereira 12/04/2012 às 15:06

      Só espero que com isto não tenham estragado as regatas de preparação dos atletas, essenciais para um bom desempenho nos JO. Ou será que o nosso tão querido e amistoso Barros Vale vai pagar todas as despesas a esses atletas???

      • 15 PaulomBarros Vale 14/04/2012 às 6:08

        Ines, o amistoso, só fez a sua obrigação. Defender os interesses do Clube para que foi eleito presidente. Não foi ele que começou nenhuma guerra, nao foi ele que teve comportamentos ilegais e imorais, nao foi ele que criou a derrocada da FPR, nao foi ele que fez a cama onde outros se decidiram deitar. Não inverta as coisas por favor. Estou habituado a avaliar previamente as consequencias dos meus actos. Se outros fizessem igual, o Remo e dois atletas (só dois, dos milhares que remam), não estariam a viver o terramoto dos últimos dias… Eu estava mt descansadinho no meu canto, sem fazer mal a ninguém… Só me limitei a por ordem na casa, que estava uma total bagunça há demasiados anos. A unica critica que me pode ser feita é não ter acompanhado mais de perto a desgraça da FPR, mas não sendo profissional da coisa, e até pagando as deslocações para a minha função voluntaria do meu pp bolso, não posso acompanhar o dia-a-dia de todas as modalidades de um clube tal diversificado como é o SPORT. Se o fizesse não teria conseguido por de pé o edificio complexo e completo em que o Sport se transformou na ultima década… Ou há algum clube em Portugal que se tenha tido a evolução, e posto de pé, mais de metade, do que o SPORT tem criado? É que as coisas não acontecem por acaso… saem do esforço de quem não é ubiquo…

  7. 16 observador atento 12/04/2012 às 9:26

    isto é um absurdo. o sr barros vale lembrou se agora que lhe da jeito que o remo existe. quer aparecer aqui tal qual salvador da pátria mas quem o conhece e sabe como a história é, sabe bem que não é nada disso, antes pelo contrário. o comentário acima é bem verdade e sabe-o. se for preciso passa pelos atletas e nem os cumprimenta. se for preciso nunca mexeu uma palha para arranjar apoios e agora aparece aqui feito grande vítima… enquanto o dinheiro entrou à custa do que os atletas olimpicos que treinam está feliz e contente, agora que lhe vai acabar a mama esperneia tal qual bebe sem chucha.

    que eu saiba o sport tem dois treinadores pagos. o resto trabalha voluntariamente. e se o os atletas existem e os resultados também existem é porque os atletas olimpicos trabalham e se esforçam para que tal aconteça. eu cheira me que esta atitude de tentar prender atletas a um clube vai dar mau resultado, mais cedo ou mais tarde.. mas a ver vamos.

    nunca ouviram falar em parcerias? e sinergias?? são termos muito avançados para as populações do norte???

  8. 17 PaulomBarros Vale 13/04/2012 às 20:43

    O observador atento, não sabe da missa a metade, ou entao sabe a missa toda de cor… Sabe q tem dois treinadores pagos, mas esquece que qd esta direccao decidiu relançar o remo tinha 0 treinadores e que o remo é de todas as modalidade do clube em que é a direccao que paga os treinadores, pq se assim nao fosse, o remo nao teria treinador algum pq ao contrario de todas as outras seccoes, nao tem receitas paravse auto-sustentar. Mentira ou verdade?
    Não há 1 centimo, repito, 1 centimo de qq beneficio que o SCP tenha recebido por via de resultados desportivos dos olimpicos que nao tenha sido neles reinvestido…e aprescentado a outros meios do pp club. Haverá então razao para alguma preocupação? Só se for pela qualidade da ética de alguns, que embora tenham passado pela nossa escola, foram aprender noutras latitudes. verdade ou Mentira?

    Qt às parcerias e sinergias, já destapa um pouquinho da origem de tão atento observador… É que a ladainha ë a mesma que os dirigentes, primeiro do benfica e depois do sporting, me tentaram vender, só para ver se a nossa distração era suficiente, que lhes permitisse, sem nada fazer poderem dizer que tinham uma medalhita (indignamente comprada, diga-se de passagem…). É que as parcerias e sinergias, eram assim, o Sport dava os atletas, os barcos, os remos, os transportes, os treinadores, as instalações, e a preparação e investimento feito ao longo de muitos anos, e o clube eucalipto, dava o emblema, e se calhar um saco de moedas (de cofres vazios, como se sabe…mas mesmo que fossem um camião de libras de outro, nao serviria nunca para comprar a dignidade de quem tem no Troféu Olimpico, o simbolo do seu ideal).

  9. 18 pbv 16/04/2012 às 21:50

    Para quem for muito esquecido:

    Pedro Fraga e Nuno Mendes entregues à sua sorte
    Remo Pedro Fraga e Nuno Mendes “acompanhados” pelo DTN que os afastou da selecção
    Publicado em 2008-08-07RUI BARBOSA BATISTA *

    1 0 0
    Pedro Fraga e Nuno Mendes, que acabaram com 12 anos de ausência do remo português nas Olimpíadas, foram obrigados a ir para Pequim com José Santos, o Director Técnico Nacional que os excluiu duas vezes da selecção.

    A insólita situação contraria “completamente” a vontade dos vice-campeões mundias de sub-23 (2004 e 2005) de double-scull, que tudo fizeram para que fosse um dos seus três treinadores a acompanhá-los, esbarrando na intransigência da Federação Portuguesa de Remo e na inépcia do Comité Olímpico de Portugal.

    “Estamos aqui sós, por nossa conta. Quando soubemos que não vinha qualquer dos nossos treinadores, ficámos desorientados, mas somos fortes e ao longo da preparação para os Jogos fomo-nos mentalizando que ia ser assim e estamos preparados para sobreviver sozinhos”, resumiu Pedro Fraga.

    O afastamento da selecção foi lamentado: “Explicaram a nossa exclusão com o facto de não trabalharmos com a equipa nacional e que não nos enquadrávamos no grupo, com a filosofia de trabalho deles. Nos Mundiais de 2007 falhámos o apuramento por dois lugares. Excluíram-nos logo aí da selecção e nem nos levaram aos Europeus, onde tínhamos boas hipóteses. Nem apostaram em nós para a qualificação deste ano”.

    O DTN justificou a presença em Pequim com o facto de não ter sido possível alterar a pré-acreditação em seu nome, considerando ainda que “nesta altura não faz sentido falar das divergências passadas. O importante é haver estabilidade para que tudo corra bem na competição”.

    Nuno Mendes revela que a dupla trouxe para a China um plano de treinos elaborado pelos técnicos, que nas provas internacionais em que a federação é representada nem conseguem credenciais, mas considera que isso é insuficiente. “E se as coisas correm mal? E se a estratégia falha? Quem nos auxilia? Estamos sós…”, lamentou, acrescentando: “Como queríamos ser acompanhados pelos nossos técnicos, tentámos expor a situação a Vicente Moura (presidente do COP), mas não conseguimos passar a sua secretária. O COP sabe das coisas, mas não fez nada. Os atletas são a alma do espírito olímpico, mas parece que somos quem menos conta”.

    Jorge Cardoso é o treinador de sempre no Sport Clube do Porto, Eduardo Oliveira (doutorado em Desporto) trata da parte do treino fisiológico desde 2004 e o holandês Robert de Rooij é o técnico que os acompanha em Montemor-o-Velho desde 2007. O resto da selecção de remo evolui sob a orientação de José Santos no Pocinho (Trás-os-Montes).

    Pedro Fraga recorda ainda que toda esta situação é “pública, mas pouco mediatizada”. “A federação teve esta atitude lamentável connosco, mas, com o nosso apuramento, é ela quem está a beneficiar de tudo”, salientou.

    Apesar de tudo, a dupla elogia a forma como o trio se está a comportar em Pequim – “Não há conflitos, a relação pessoal tem sido óptima.” – e revelou que o chefe de Missão, Manuel Boa de Jesus, teve uma reunião com a comitiva do remo: “Tentou apaziguar uma possível hostilidade. Falou que agora estamos cá só os três e que não há volta a dar. Que o melhor será mesmo trabalhar da melhor forma para o bem de Portugal”.

    “Esquecemos o que se passou, a sua atitude (José Santos), mas nunca a postura da federação, que tem toda a responsabilidade na gestão da modalidade”, concluem Pedro Fraga e Nuno Mendes.

    • 19 Sónia Ferreira 18/04/2012 às 16:53

      E você como presidente de um clube onde eles cresceram o que é que fez???? (silêncio e mais silêncio e mais silêncio) Lembro-me de uma espécie de jantar de famiíia “Sport” onde disse meia dúzia de palavras e onde os atletas foram congratulados pelo fantástico 8º lugar em Pequim. Aí sim, vale a pena aparecer e fazer render o peixe. Ora isto foi em 2008, estamos precisamente em 2012 e o seu nome de facto fez, faz e fará parte do processo até Londres e quiça até ao Rio. Poupe-me. Estes atletas precisaram mt do apoio do dito clube da casa mas o que recebeu foi “quase nada”. E quando digo quase nada, quero com isto dizer que mereciam mais, mas mesmo muito mais da sua parte. O que fez com a FPR, aplaudo de pé, agora falar no Pedro Fraga e Nuno Mendes da maneira como tem falado…. Lave a boca primeiro com Listerine! Dizem que mata tudo ; )

    • 20 Fernando Guimarães 18/04/2012 às 20:55

      Mas a que propósito vem isto agora???

  10. 21 Paulo Barros Vale 20/04/2012 às 0:27

    SF, segundo me dizem não havia nenhuma Sonia Ferreira em tal jantar… Assim sendo o seu nome é tão verdadeiro, qt a sua educação no q wscreve, e a verdade do que escreve. Intervi, sempre que se mostrou necessario, e muitissimo mais vezes do q imaginará. Só não ando a fazer alarde disso. Tratei sempre o q foi necessario ao nivel q me competia, e com a descrição q se impunha, ao contrario da mentirinha que a menina (será que é menina?) está a tentar passar….
    Não há milagres…
    Há gente que fala do que não sabe…
    Não só não enfio o barrete, como antes pelo contrario…

    FG, o propósito, é pq é muitissimo actual. Pq há quem tenha esquecido o que certa gente sem principios fez a quem agora se junta a gente cujos fins justificam quaisquer meios… Vem especialmente a propósito do ataque rasqueiro e mentiroso a este servidor, (feito pelo principal culpado das torturas pré e pós Pekim), que tudo fez para por ordem e justiça no tratamente discriminatorio e irresponsavel que os remadores portugueses tiveram por aquela altura. Eu não esqueço. Fui eu e mais ninguém, que a este mesmissimo proposito foi vilipendiado pelo presidente (com o mandato caducado) no passado dia 31, precisamente por ter defendido quem sentia obrigação de defender… Quem esteve na AG da FPR sabe do que falo,… Felizmente, confirmei hoje mesmo com o Presidente do COP e com o na altura Assessor do SED, que a versão absolutamente correcta é a minha, co o obviamente não podia deixar de ser. Aquelas foram as unicas testemunhas da verdade.

    Assim, caros SF e FG, sejam ou não os vossos nomes verdadeiros, gostaria de vos dizer que é bom ter a consciencia transquila sobre os dois episódios em causa… Como todos os humanos, faço coisas melhor e outras piores, e cometo erros e omissões, mas seguramente não nos dois casos infra…

    • 22 Paulo Barros Vale 20/04/2012 às 0:51

      E os casos infra são :
      – Esforço ao nivel do possivel no investimento nos atletas principais, prejudicando, por essa opção, outras aplicações, noutros segmentos da população desportiva – ainda hoje os principais responsaveis do país na area da politica desportiva me diziam em Lisboa, que os prémios que os clubes recebem pelos resultados dos seus atletas são para investir em formação e na sementeira em novos valores (pq os atletas já recebem directamente os seus prémios). No caso do SCP, com muitas incompreensões da maioria e hipocrisia da minoria, a politica foi investir nos mesmos, por mais esquecidos e irreconhecidos que sejam. Felizmente, não é matéria de opinião, é somente factualidade de números, e a matemática nunca mente.
      – No pico das incompatibilidades criadas pelo sempre presente RM com os dois principais atletas portugueses, num momento de rotura, dois responsaveis dos mais relevantes da estrutura da politica de desporto em Portugal, promoveram uma tentativa entre mim e aquela pessoa para que se encontrasse uma solução de normalização. Foi a minha firmeza nessa ocasião que obrigou às mudanças de atitude que viabilizaram os episódios que seguiram… Pena é que os indios apontem as suas setas aos cowboys que só querem encaminhar as suas rezes ao caminho certo, não querendo conquistar terras que nem são suas, nem sobre elas têm qq ambição…

    • 23 SF 21/04/2012 às 14:16

      Mas preciso de estar no jantar para saber o que se passa?? Muito me conta PVB!! E as mentirinhas que andam praí são a suas! Mas há um ditado que diz que “as mentiras têm a perna curta” e você vai ter o que merece por ser assim. Tic tac tic tac tic tac

  11. 24 Paulo Barros Vale 22/04/2012 às 7:33

    Veremos nina SF (nome de mentirinha…) quem é mentiroso… E para isso não será preciso recorrer às declarações do Presidente da Camara de Montemor, “Rascão é um mentiroso compulsivo e intelectualmente desonesto”, bastará esperar pela prova documental e testemunhal que aparecerá nas acções particulares e de iniciativa do Ministério Público que não esperam por esse tic tac todo… Neste caso só a falta de inteligencia ou o interesse pode justificar alguém acantonar-se no lado errado da históriazinha…

  12. 28 manel sousa 29/08/2012 às 19:52

    Para quem andou aqui a brincar aos tictacs gostaria de informar que a bomba já rebentou! O amigo Rascão implodiu, foi pontapeado pela verdadeira comunidade do remo, e a exlosão vai deixar estilhaços para aqueles que não se souberam comportar e se limitaram a vender-se por um prato de lentilhas… De facto a bomba haveria de rebentar, só que rebentou onde quem veio brincar aos tictacs, não teria garantidamente interesse em que rebentasse…como se verá nos px capitulos…

  13. 29 manel sousa 29/08/2012 às 20:05

    O Rascão é que foi o agente das transferências ilegais … Não só ainda vai dar com os costados na cadeia, como ainda levou com estes elogios, que também abordam o futebulismo que esteve para haver no Remo…
    Num comunicado feito às redações, a Associação de Remo do Distrito do Porto (ARDP) rebate ponto-a-ponto o comunicado proferido ontem pelo agora ex-presidente da Federação Portuguesa de Remo, António Rascão Marques. A Direção da ARDP diz que Rascão Marques “faz acusações graves aos agentes da modalidade, e pinta um cenário cor de rosa dos anos que esteve à frente da mesma. Manda a verdade que se desminta ponto-a-ponto a tentativa de branqueamento do dito comunicado”.

    PELA VERDADE CONTRA O BRANQUEAMENTO

    “Exmos. Senhores

    Ontem, o ex-presidente da Federação de Remo fez distribuir um Comunicado, em que diz que renunciou ao seu mandato, faz acusações graves aos agentes da modalidade, e pinta um cenário cor de rosa dos anos que esteve à frente da mesma.

    Manda a verdade que se desminta ponto-a-ponto a tentativa de branqueamento do dito comunicado:

    1. O Sr Rascão Marques não renunciou ao seu mandato. Perdeu-o na sequência da inexistência de quórum na Direcção, que ficou impossibilitada de desempenhar as suas funções. Um a um, os membros da Direcção foram-se demitindo ao longo do mandato, em discordância, ou mesmo em rotura com a personagem que esteve nos últimos anos à frente da modalidade. Se já não havia mandato, não poderia haver renúncia – aliás, ainda há poucos dias o senhor disse que não se demitiria, e foi só o facto de já não ser possível esconder que a Direcção tinha caído por falta de quórum, que fez Rascão Marques vir, num último golpe de manipulação dizer, que foi ele, pelo seu pé que decidiu renunciar…

    2. Diz o ex presidente da Direcção que a Dignidade, a Integridade e a Segurança Pessoal dos membros da Direcção foi posta em causa e é por isso que sai: Se a falta de Dignidade e de Integridade é culpa exclusiva de quem, pelo seu mandato desastroso, perdeu de facto qualquer ponta de dignidade e de integridade, pelos atropelos e ilegalidades que foi cometendo, a queixa de falta de Segurança Pessoal, no decurso do processo de afastamento que os agentes do remo promoveram, é uma acusação gravíssima, que tem que ser concretizada para que seja credível. Quem e em que circunstâncias é que alguma vez pôs em risco a segurança pessoal de quem quer que seja? E que tipo de Segurança Pessoal é que esteve em risco? Só se foi a segurança pessoal de não ter que responder nos diversos planos pelas consequências das ilegalidades cometidas…essa de facto há muito que foi posta em causa, mas é da inteira responsabilidade do Sr Rascão Marques. Se de outras coisas está o ex-presidente a falar, em vez de vir criar folclore para a opinião pública, deveria queixar-se às autoridades explicitando ao que se refere.

    3. Vem Rascão Marques queixar-se do processo que o obrigou a sair antes do final do mandato, mas o mesmo foi absolutamente transparente e democrático e decorre somente da exigência da maioria dos Clubes, Atletas, Árbitros e Treinadores, para que a sua gestão terminasse de imediato, e a tempo de se tentar salvar uma Federação quase a fazer um século de história e que o Senhor levou à insolvência e à descredibilização.

    4. Vem Rascão Marques dizer que fez uma grande revolução no Remo, mas a única que fez foi a revolução da criação permanente de conflitos com todos, a aceitação de clubes com remo virtual, só para gerir e perpetuar o seu poder, a perseguição dos diversos agentes, o proibicionismo da divulgação da modalidade, a criação de dividas monumentais a tudo e a todos, a fuga às eleições obrigatórias através de um ilegal “voto de confiança de braço no ar”, para prolongar o mandato um ciclo olimpico completo, etc, etc.

    5. Vem Rascão Marques dizer que conseguiu fazer um Centro de Alto Rendimento em Montemor e outro no Pocinho, quando em ambos os casos são obras de iniciativa dos respectivos municípios (e com o apoio do Estado) a que Rascão Marques se limitou a colar-se, e que inexplicavelmente geraram dividas brutais que hoje estão a ser reivindicadas, não se sabe bem como nem porquê, à Federação de Remo.

    6. Vem Rascão Marques dizer que fez um grande Campeonato da Europa em 2010, mas todos sabemos que o dito foi uma organização verdadeiramente perdulária, ruinosa, que custou várias vezes mais do que o Campeonato equivalente organizado no mesmo local pela Federação de Canoagem.

    7. Vem Rascão Marques dizer que a situação de insolvência que a FPR vive, decorre precisamente da organização do dito Campeonato da Europa, mas todos sabemos que em todos os anos da gestão do Senhor, a Federação apresentou sistematicamente prejuízos superiores em média a 100.000 euros, sendo que o único ano que apresentou lucros foi precisamente o ano do Campeonato da Europa.

    8. Vem Rascão Marques dizer que o Estado e o Município de Montemor devem muito dinheiro à FPR quando é o próprio Revisor Oficial de Contas da Federação a não reconhecer tal divida, que foi já por diversas vezes desmentida pelas entidades oficiais.

    9. Vem Rascão Marques dizer que construiu o edifício regulamentar da modalidade do Remo em Portugal, sabendo-se que o mesmo pouco mais é que a blindagem do poder majestático da Federação sobre tudo e todos, e a base para perseguir a liberdade e o desenvolvimento do remo no nosso país.

    10. Vem Rascão Marques falar de apetrechamento, sendo que o pouco que se conseguiu foi feito pelos clubes, e as aquisições feitas pela FPR se ficam a dever unicamente às verbas do Estado, porque nunca o Senhor conseguiu quaisquer apoios privados para a modalidade.

    11. Vem Rascão Marques falar do aumento de praticantes, mas a FPR nada fez para tal e mesmo a perseguição da divulgação da mesma, passou somente pela tentativa de trazer para o remo, clubes de futebol, que não possuem qualquer prática da modalidade, e que mais não serviriam do que para distorcer o equilíbrio interno que ao longo de décadas se tem vivido no remo.

    Importa agora esquecer o consulado desastroso que acaba de terminar, e avançar para uma nova fase da vida da modalidade que muito pode dar ao nosso país, tentando, tudo fazer para salvar o que restou do remo após a saída do Senhor Rascão Marques da presidência da FPR.

    Porto, 29 de Agosto 2012


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: