FPR adere ao Benchmarking

A Federação Portuguesa de Remo implementou recentemente um processo de Benchmarking competitivo. Este processo passou pela contratação de um consultor externo que permitiu “descobrir” as melhores práticas em termos de preparação de atletas para elevados desempenhos (títulos mundiais e europeus, presenças em jogos olímpicos, etc).
Assim, a observação das metodologias de treino da FP Canoagem levaram a que o último estágio da EN fosse realizado no Jamor e que os atletas de remo treinassem de canoa na pista existente naquele complexo.
Dr. Jekyll refere que novos métodos são sempre de utilizar, mais ainda quando a canoagem conquistou vários títulos internacionais na época passada. Mr. Hyde concorda, diz que os bons exemplos devem ser seguidos. Que é preciso treinar em qualidade e quantidade como a canoagem, mas que será melhor fazê-lo nás embarcações da nossa modalidade. Dr. Jekyll diz que a variedade é essencial no treino desportivo de alto nível, para não haver saturação dos atletas. Mr. Hyde diz que concorda e que tem uma vaga ideia de ver os atletas da canoagem a treinar em embarcações de remo no Pocinho, tal era a qualidade técnica das tripulações que viu. Mas que é feio enganar os atletas dizendo que remam bem e jogando-os aos lobos internacionalmente quando o seu nível a isso não convida…

Anúncios

13 Responses to “FPR adere ao Benchmarking”


  1. 1 EUROPEU 05/01/2010 às 20:41

    http://www.remoportugal.pt/LinkClick.aspx?fileticket=nknHoeSeCN8%3d&tabid=60
    http://www.remoportugal.pt/LinkClick.aspx?fileticket=o7opYxosHmU%3d&tabid=60
    mas que o que é isto afinal? Vamos ter eleições e asembleias quando? Quando é que se pode ver as cópias das actas ou decisões do NQL (DIRECÇÃO),como é requerido sobre as deliberações da da escolha dos clubes e associados extraordinários?

    Aguardando

  2. 2 Centrista 14/01/2010 às 17:35

    Os regalmentos não param de sair da FPR, qual salsichas da máquina!

    Estes, foram aprovados há quase um mês mas só agora saiem, com a particualridade de se aplicarem à época em curos e que começou em Outubro/09.

    Viva a enovação!

  3. 3 Centrista 25/01/2010 às 10:21

    Verifiquem os pormenores:

    1 – Os locais de voto são todos em clubes “amigos” do NQL.

    2 – Na área da AR de Setúbal é no CN setubalense, cidade onde há um clube e um treinador em actividade. Mas é onde está o clube “amigo” do Bispo.

    Para que se saiba, no Barreiro há três clubes em actividade!

  4. 4 Centrista 25/01/2010 às 16:02

    Saiu o Programa do CNFundo.

    É promissor o número cada vez menor de participantes.

    Mostra bem o estado de debandada em que se encontra o remo português.

    Não tarda valtamos há 30 anos atrás: só se faziam 3 ou quatro provas por ano.

    É o que se chama liderança!

  5. 5 Centrista 03/02/2010 às 17:16

    Então?
    Que longo silêncio!!!!!
    Com tanta matéria para debate [dissecar]e nada?

    Então e os novos regulamentos aprovados retroactivamente e publicados 3 dias antes de terminar o prazo para o requerimento para a sua impugnação ou alterção? Foram aprovados a 19Dez2009, com efeitos a 1Out2009, mandados aos clubes a 14Jan2010, quando o prazo terminava a 18Jan2010.

    É aquela espertice que só o NQL tem!!!! Lembram-se do caso APAR? O gajo é meste na manipulação de prazos!

    Não quero acreditar que o Dr. Jekyll e Mr. Hyde também se deixaram comprar!!!

    Foram admitidos para os serviços administrativos da FPR?

    Entraram para a qualificadíssima e enorme equipa técnica da FPR?

    Já têm um lugarzinho prometido para o Europeu? Ou será para agestão dos meravilhos centros de estágio?

    Contem lá!!!!

  6. 6 Nortenho 03/02/2010 às 19:58

    E os contratos? Já não deveriam ter sido assinados?
    Qual a posição dos clubes sobre tão delicada matéria!!!…

    Abraço

  7. 7 Centrista 04/02/2010 às 15:33

    Verifiquem bem:

    Candidato Representante a:

    Treinadores

    Nível 1 – Júlio César Ameixa Amândio
    Nível 2 – Albino Manuel Correia da Silva
    Nível 3 – José Manuel Gonçalves dos Santos
    Nível 4 – Jorge Manuel A. Carrelhas Mendes

    Atletas Femininos

    Maria Vitória Faria da Costa Lima

    Árbitros Internacionais

    Nuno Alexandre S. Pais Ramos Botelho

    Árbitros Nacionais

    António de Amorim Santos

    OS DOIS ÚNICOS QUE NÃO SÃO DA “EQUIPA” PAGA PELO RASCÃO,são os dois árbitros.

    Mas descansem que o “vivaço” já tratou de lhes vedar a entrada.

    Esperem por dia 6 (sábado) e verão.

    Uma palavra: INCOMPATIBILIDADE

  8. 8 Centrista 04/02/2010 às 15:36

    OH NORTENHO:

    QUAIS CONTRATOS? DO EUROPEU?

    AH! AH! AH!

    ISSO É SEGREDO.

    É QUE É AÍ QUE O GRANDE LÍDER COLOCA TODAS AS ESPERANÇAS PARA LIMPAR AS CONTAS DA FPR.

    ACHAS QUE ELE VAI ABRIR O JOGO?

    PARECE QUE NÃO CONHECES A PEÇA!

  9. 9 Cusca 04/02/2010 às 15:38

    Ou os dissecadores se abrem ou boto a boca no trombone e digo quem é o gajo com a dupla personalidade.

  10. 10 Burros do Remo 04/02/2010 às 15:45

    Este ano todos os campeonatos de Inverno são no Douro (3 em Melres e 1 em Resende).

    Negócios com cerejas e centros de estágio à mistura!

    Entretanto o clubes do centro e sobretudo do sul que se lixem.

    São pequeninos? Continuem assim e, se possível, desapareçam. Só dão despesa à FPR (estão a mais de 200 Km).

    Triste!… muito triste!

  11. 11 Álvaro Branco 05/02/2010 às 16:35

    E VAI DAR-SE O MILAGRE DAS ROSAS!

    MELHOR, O MILAGRE DOS SENIORES.

    EXPLICA-SE:

    Com uma pequena mas importante alteração aos regulamentos, impediram-se os veteranos de participar nas provas de seniores.

    Boa medida não fosse…. Não fosse o facto de assim, por via artificial, se aumentar enormemente o número de seniores.

    E como?

    Bom como o tal regulamento tem efeitos retroactivos ao início da época(!), eis que, sem sequer acompanhado por circular, se convidam os clubes a dizer se querem os veteranos entretanto inscritos como veteranos ou como seniores.

    Maravilha! É agora que vamos enganar à séria tudo e todos. Ou pensamos que aganamos. Porque os enganados somos nós.

    Será espectacular ver “SENIORES” de 65 anos a competir com SENIORES de 20 anos. Vai ser uma balburdia total. A começar pelos clubes que terão que gerir os conflitos que tais situações vão inevitavelmente trazer ao seu seio.

    Entetanto acaba-se com os veteranos que em tempos já deram jeito para dar a volta ao IDP ao serem “carne” para alimentar o “grande” acréscimo de praticantes e que agora se tornaram demasiado caros.

    Ben vistas as coisas, os tais campeonatos de veteranos, que tanmbém já serviram para empolar o nosso espectro competitivo, poderão muito bem acabar.

    Enfim. Assim vai o remo em Portugal.

    Álvaro Branco
    Barreiro

  12. 12 Nortenho 06/02/2010 às 18:59

    VIVA CENTRISTA,

    Os contratos a que me referia não são os do Europeu, mas sim os de Atletas que integram a equipa Nacional de Remo e dos respectivos clubes. Os do Europeu é por demais evidente que ficam nos segredos dos Deuses. No entanto a ver vamos se as contas podem ser limpas com essas verbas? É preciso não esquecer que muito antes (em MARÇO de 2010) da chegada do Europeu à a Assembleia de aprovação do Relatório e Contas de 2009. Esta direcção só chega ao Europeu se as Contas forem aprovadas…
    À também quem defenda uma paz podre até ao final do Europeu (em defesa do bom nome de Portugal)…
    A ver vamos no que isto dá.

    Quanto à questão dos séniores/veteranos os atletas e respectivos clubes têm de fazer uma opção (ou é carne, ou peixe – não deve ser é as duas coisas). Mais ainda: Penso que os Veteranos não deveriam contar para o Ranking, em vez de Campeonato deveria ser Encontro e fazer do mesmo uma festa de quem já passou pela competição a sério e encontra-se numa fase de competir mais por prazer/lazer.

    Abraço

  13. 13 Centrista 09/02/2010 às 16:26

    O probelema, caro Nortenho, é que pode mesmo ser as duas coisas (no caso do seniores/veteranos)

    Ou seja: Um remador inscrito como sénior, PODE competir como veterano; um remador inscrito como veterano NÃO PODE competir como sénior.

    Desculpe lá mas tenho que concordar com o Branco. É que assim se o pessoal quiser estar nas duas ondas e os clubes caçarem mais pontos que dão euros, vai tudo pra sénior, nem que tenham 80 anos.

    E a Federação faz um vistaço aumentando o número de praticantes seniores.

    Ao mesmo tempo o “docinho” dos veteranos tá a ser tirado: baixaram o número possível de participantes no respectivo campeonato nacional; é feito cada vez mais longe para desmotivar a participação; e agora esta jogada.

    Não me admirava nada que a curto prazo acabe.

    Eu também sempre fui contra os cameonatos nacionais de veteranos. Não faz sentido e não existe em mais modalidade nenhuma.

    Só que era preciso fazer de conta…

    E é assim que a nossa modalidade é gerida: por impulsos e ao sabor de interesses… que nada têm a ver com o desporto.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: