A esperada dissecação

Com o devido pedido de desculpas, Dr. Jekyll & Mr. Hyde irão dissecar o ofício assinado pelo Nosso Querido Líder no passado dia 2. Mr. Hyde já aqui está. Dr. Jekyll diz que vem já, que está só a reler a resposta da FPR ao tribunal que está a analisar o pedido de impugnação das eleições.

A Todos os CLUBES, REMADORES, ANTREMO, ANAR
ASSOCIAÇÕES REGIONAIS, ÓRGÃOS SOCIAIS

Mr. Hyde corrige: A Todos os CLUBES, DIRIGENTES, REMADORES, TREINADORES, ANTREMO, ANAR, ÁRBITROS, APAR, ASSOCIAÇÕES REGIONAIS, ÓRGÃOS SOCIAIS, BLOGUES

Lisboa, 2 de Março de 2009 (a data não vamos dissecar, mas olhem que se pegássemos nela havia aqui pano para mangas… Fica como trunfo para uma próxima oportunidade!)

Exmos. Senhores,
No passado dia 14 de Fevereiro o grupo de árbitros convocado para constituir o Júri do Campeonato Nacional de Veteranos, decidiu não arbitrar, alegando falta de condições técnicas para o fazer, ao abrigo do direito conferido no Código de Regatas Nacional.
Mr. Hyde (MH): verdade.
Todos sabemos que a principal razão foi a não aceitação como associada, de uma recém-formada associação de árbitros, no tempo que esta considerava necessário para votação no passado acto eleitoral. MH: E quanto tempo será necessário para admitir a APAR? Um ciclo olímpico? Recorda-se MH de a ANAR e a ANTREMO terem demorado bem menos tempo, principalmente esta última… E não foi preciso ir a AG, de acordo com um parecer jurídico que anda por aí (qualquer dia publicamo-lo…). Por isso MH reformula a frase: Todos sabemos que a principal razão foi a não aceitação como associada, de uma recém-formada associação de árbitros, no tempo necessário para votação no passado acto eleitoral, dado que ia votar na outra lista. Se fosse votar na lista da continuidade já teria sido aceite como associada há muito tempo, como aconteceu com a ANTREMO. Diz MH que esta redacção espelha melhor a realidade. Dr. Jekyll (DJ) continua a ler a resposta para o tribunal.
A mesma Associação, em nome de alguns árbitros, MR: a ANTREMO também não representa “alguns” treinadores? Aliás, como há mais atletas e treinadores do que árbitros, dá a impressão que a APAR , das 3, é a associação de classe mais representativa… Já agora, há quanto tempo não há eleições na ANTREMO? Será que aquela associação está “legal”? Ou está à espera que um sócio impugne todas as decisões da mesma, incluíndo a decisão de votação nas eleições para a FPR? enviou nova comunicação à Federação a propósito da realização do Campeonato Nacional de Inverno de Juniores e Seniores, desta vez exigindo o pagamento das despesas referentes a 2008. MH recorda a data da primeira regata de 2008, que ainda não foi paga: 18 de Janeiro, CN Fundo. Regatas pontuáveis para o Ranking Nacional em 2008: 14. Como diria o Guterres, é só fazer as contas… MH ainda recorda que noutros tempos as direcções contraíam empréstimo dando avales pessoais. Mas isso eram outros tempos… Caso contrário, dizem que se reservam novamente no direito de não constituir Júri, alegando mais uma vez as condições técnicas, conduzindo a um novo boicote à actividade regular da modalidade. MH recorda-se de 3 pontos no ofício da APAR, mas o fax que chegou à FPR provavelmente vinha cortado… Cortado e virado ao contrário, já que o ponto das condições técnicas era o 3º… Ou então o Nosso Querido Líder, com tanta ganância, saltou os 2 primeiros pontos…
Com a presente circular, a Direcção da FPR pretende esclarecer e alertar para o impacto que a posição dos árbitros tem na modalidade. Esta posição de apenas alguns árbitros nacionais, que pretendem causar danos à Direcção, utilizando os clubes e os seus remadores, prejudica essencialmente estes últimos. MH: ainda bem que são apenas “alguns”, quer dizer que amanhã vai haver árbitros para fazer as regatas. Viva o Nosso Querido Líder!
A eventual não realização de Campeonatos Nacionais no decorrer desta época, coloca em causa todo o financiamento público e privado, atingindo não a Direcção, mas a própria Federação, todos os seus associados, toda a imagem da modalidade. A cada boicote, é a modalidade que perde remadores, que perde apoios. MH concorda. Não compreende, então, porque não foi alterada a data do CN Fundo e foi cancelado esse campeonato. Ou será que a não realização desse campeonato não “coloca em causa todo o financiamento público e privado, atingindo não a Direcção, mas a própria Federação, todos os seus associados, toda a imagem da modalidade”?. DJ ainda anda com papéis às voltas. Acabou de colocar de novo o Código Nacional de Regatas no site da FPR…
Não negamos as dívidas existentes aos árbitros, tal qual como existem em relação aos clubes, aos remadores e a fornecedores. MH: haverá alguém a quem a FPR não deva dinheiro? DJ berra da sala ao lado que há, que aos directores da FPR não se deve um tostão! Ou cêntimo, desde que aderimos ao euro! Não negamos o direito dos árbitros de reivindicarem o que consideram ser os seus direitos, mas não podemos aceitar que por meras expectativas que criaram em relação às eleições, prejudiquem seriamente a actividade diária de todos os clubes, apoiantes da sua causa ou não. MH: há quem diga que é natural as associações de classe terem a expectativa de poder exercer os seus direitos nas AG’s…
Todas as medidas, planos de acção, atitudes e comportamentos desta Direcção podem e estão a ser julgados, através dos meios legais que foram considerados adequados, não nos parecendo benéfico, nem para os próprios árbitros, recorrer a formas de protesto que lesam os remadores, em todos os seus
escalões.
MH pede encarecidamente a algum e-leitor que lhe diga o que são os “meios legais que foram considerados adequados”. É que escrutinar “todas as medidas” desta direcção vai dar muito trabalho… Ou talvez não, já que como muitos dirigentes abandonaram o barco a meio do mandato bastará pedir o livro de actas da Direcção para que metade das medidas possam ser impugnadas por falta de quórum das reuniões de Direcção, considerando-se ilegais todas as decisões tomadas. MH vai pedir acesso às actas para ver o que lhe respondem…
Neste momento, a Associação de Árbitros já interpôs recurso em tribunal contra a Federação Portuguesa de Remo, ou seja, a Direcção irá responder por todos os seus actos. Sendo os tribunais a instância máxima, deveriam os árbitros deixar para os mesmos a resolução da questão, adoptando a atitude de defesa da modalidade e aproveitar o momento para demonstrarem a sua imprescindibilidade pelo seu trabalho, fazendo-se respeitar, e não por formas de luta que apenas demonstram as questões políticas, não as desportivas. MH acha que a impugnação versa a não admissibilidade da APAR como sócia da FPR e a não admissibilidade da mesma como tendo capacidade eleitoral activa, parece que as dívidas ainda não chegaram a tribunal… Nem as condições da pista de Montemor, que há 7 anos não tem melhorias…
A manutenção da posição dos árbitros, continuando a não constituírem Júri nos Nacionais, inviabiliza a realização de regatas do calendário nacional. Neste ponto até o emplastro concorda…
Eventualmente, a Direcção da FPR terá que suspender todo o calendário oficial, incluindo provas locais, regionais ou nacionais. Se a pista do Centro Náutico de Montemor-o-Velho não reúne as condições técnicas para a realização de regatas, conclui-se que nenhum outro local do país reúne os pressupostos. Com a possibilidade deste cenário, as consequências mais imediatas são por exemplo, a diminuição drástica do financiamento directo e indirecto aos clubes, não sendo sequer pagos quaisquer tipos de subsídios associados à realização das provas. MH rebola-se no chão, agarrado à barriga. DJ vem em seu auxílio, até que percebe que ele se está a rir. Quando se recompõe pergunta se já não é isso que está a acontecer (não pagamento de subsídios) desde o início de 2008…
A Direcção da FPR tudo fará para que os Campeonatos Nacionais dos próximos dias 7 e 8 de Março se realizem, tomando todas as medidas extraordinárias para que tal aconteça. Apenas para relembrar o artigo 3º dos Estatutos, é a FPR que é responsável pela modalidade em Portugal, que tem por atribuição o dever de representar, difundir, promover, controlar, dirigir e regulamentar, e não um grupo de pessoas, que nem sequer sabemos ainda se é representativo de toda a classe de árbitros da modalidade. Não podemos permitir, Federação, Clubes, Remadores e Pais, que um grupo de árbitros pense que pode pôr e dispor de
todo o trabalho e sacrifício daqueles que se dedicam todos os dias à modalidade, para que o remo em Portugal se desenvolva, dentro dos condicionalismos próprios.
MH recorda parte da alínea b) desse mesmo artigo: Estimular a criação de associações nacionais representativas dos árbitros, treinadores e praticantes de remo (…). E pergunta o que fez a FPR para estimular a criação da associação nacional representativa dos árbitros… Acrescenta que não sabe se a ANTREMO “é representativa de toda a classe” de treinadores da modalidade, ou até se a FPR é “representativa” de todo o remo nacional…
O Remo não aceita nenhum tipo de chantagem nem de pressões. A Direcção da FPR responsabilizará todos os que por qualquer motivo, atentem ou prejudiquem o Remo em Portugal. MH:” medo!”
Os Campeonatos Nacionais de Inverno de Juniores e Seniores, serão realizados nos dias, horas e locais para que estão marcados. MH: “cool!”

Sem outro assunto de momento, e com a máxima consideração,
António João Rascão Marques
Presidente da FPR

15 Responses to “A esperada dissecação”


  1. 1 Luís Gonçalves 06/03/2009 às 12:05

    Pensei se deveria comentar alguma coisa, ou não.

    Achei que não. MH não deixou nada, mesmo nadinha, para comentar.

    De pois ocorreu-me que só ficou uma coisa para dizer: o gajo deve ter uma patologia qualquer! Só pode ser!

  2. 2 Luís Gonçalves 06/03/2009 às 12:14

    Então e a resposta ao tribunal? Está a ser dissecada?

    Tou em pulgas para a ver toda dissecadinha, como só voçês sabe fazer!

    Tou mesmo!

    Contem praí com uma 20/30 visitas diárias!

  3. 3 Apelo 06/03/2009 às 13:23

    Ouvi dizer por ai que afinal o RM sempre conseguiu árbitros para o Campeonato Nacional.
    Consta que os 5 árbitros que em Dezembro foram à Figueira da Foz fazer os testes teoricos para progredirem na carreira vão arbitrar neste Campeonato.
    Estes teriam o exame prático neste Campeonato, mas como não há muitos mais árbitros disponiveis há que ir apelar aqueles que tem que comparecer se querem progredir.
    Afinal estes estão a fazer o exame prático para árbitros Nacional (1 pessoa) e para árbitros Regionais (restantes 4) a arbitrar sozinhos.
    Que bem!!!
    Que tem a APAR a dizer sobre isto???
    Não falaram com estes árbitros?? Será que também não os reconhecem na vossa associação por serem novos (tal como está a FPR a fazer com vocês).
    Afinal os clubes já irão ter quem árbitre as regatas vão continuar a protestar sem nada fazer, e estes 5 coitados (com todo o respeito) vão sofrer na pele uns Campeonatos Nacionais quando deviam estar somente a fazer exames.

    E é isto… O degredo continua….

  4. 4 Paulo 06/03/2009 às 15:25

    Óptima análise! Só acrescentaria uns parágrafos em relação a:

    “Não podemos permitir, Federação, Clubes, Remadores e Pais, que um grupo de árbitros pense que pode pôr e dispor de
    todo o trabalho e sacrifício daqueles que se dedicam todos os dias à modalidade, para que o remo em Portugal se desenvolva, dentro dos condicionalismos próprios.”

    1. É estratégica a forma como se passa de a “Direcção da FPR” para “Federação, Clubes, Remadores e Pais”. Dá nobreza e dignidade à coisa. Sim senhora.

    2. Que raio é que significa, “dentro dos condicionalismos próprios”? Ter que levar um ditadorzeco durante vários anos ou trabalhar em prol do remo sem receber um tostão? Fiquei baralhado.

  5. 5 Goldslide 06/03/2009 às 17:02

    Aviso da Brigada de Transito

    Devido à crescente publicidade que o remo portugues tem tido, amanhã preve-se um enorme aumento de trafego na zona da Pista Olimpica de Cano..dizemos, de Remo de Montemor-o-Velho.

    Recomenda-se assim aos Snrs automobilistas e diversas pessoas que dirijam para essa zona, que saiam bem cedo de casa (duas ou tres da manhã) para evitarem o previsivel congestionamento dos acessos (a A14, essa então vai entupir)

    Boa viagem, e em segurança

  6. 6 Luís Gonçalves 06/03/2009 às 17:40

    Pá ouvi dizer que o Rascão Marques foi a Marrocos busca árbitros!

    E eles parece que vieram.

    Mas não se preocupem. Eles já desapareceram!

    Afinal, eles queriam mesmo é vir para a Europa! E atarvessar o Canal da Mancha em botes é perigoso e ainda podiam ser apanhados pela Guarda Civil.

    Só falta um cão mijar-lhe nas pernas!

  7. 7 Árbitro, o mau da fita 06/03/2009 às 19:01

    Mais uma vez, as informações andam baralhadas … à Figueira, em Dezembro foi apenas um árbitro que fez exame para passar de regional para nacional. E, se é com isso que contam, até parece que o resultado não foi positivo. O resto limitou-se a mais uma invenção do RM e do JN (tão amado pelo pai do puto do curso N1) qe até inventaram uma categoria que não existe nos Estatutos da FPR (parece que lhes chamaram árbitros jovens, seja lá isso o que for). São tanto árbitros como eu sou físico nuclear … Os clubes que se ponham a pau …

  8. 8 XICO ESPERTO 06/03/2009 às 20:02

    Grande texto do nosso Presidente……Sim senhor.

    Só Faltou em baixo

    A BEM DA NAÇÃO

  9. 9 Nortenho 06/03/2009 às 22:51

    Excelente dissecação. Palavras para quê? O Sr. Presidente parece que não anda por cá! Que não vive neste planeta! Tanta é a contestação à sua pessoa e mesmo assim não abdica da luta pelo poder (poleiro…). Que será que ele tem para esconder? Dividas e mais dividas? Ou será que a F P Remo se encontra num poço sem fundo e está com medo que uma auditoria revele um buração nas contas em vez de um buraco? A A. G. para aprovação de contas do exercício de 2008 está à porta. Será que ele já têm tudo pronto para enviar para os clubes? Como vai provar aos clubes a legalidade das medidas tomadas nos últimos tempos? Pelo rol de demissionários não me parece que haja quorum nas reuniões de direcção? Venham de lá essa actas para comprovar a legalidade que tanto esse Sr. tanto apregou-a… mas não pratica?????

  10. 10 Apelo 06/03/2009 às 23:00

    Pelos vistos quem anda mal informado é o Sr Árbitro Mau da Fita. Pelos vistos não fala com todos os árbitros. Como Presidente da Mesa da APAR se calhar convem informar-se melhor sobre aquilo que fala, para não cometer gafes e não errar.
    Pelos vistos é como o RM e está a mandar bitaites errados.

  11. 11 07/03/2009 às 21:54

    Atão?

    E a prometida dissecação?

  12. 12 Goldslide 07/03/2009 às 22:50

    ????????????

    Então???

    Está alguem em casa??

    ups…raptaram o pessoal do anatomia….

  13. 13 Goldslide 07/03/2009 às 22:58

    Arbitro Mundial

    A FISA vai nomear o Sr R Faria arbitro mundial (não confundir com internacional..)devido a brilhantes prestações realizadas.

    Tambem a FISA vai propor o conceito uni-arbitro: ou seja, um so juiz para todas as provas: dá a largada, acompanha os atletas, ultrapassa-os, buzina a chegada, e corre outra vez para a largada…

    A FPR vai tambem mandar fazer uma estatua em bronze, ao Sr R Faria, ao lado da torre de chegada

    PS: a APAR manda beijinhos ao colega R Faria

  14. 14 Goldslide 07/03/2009 às 23:04

    Novidades literarias:

    “Eu sou o maior” – Sr R Faria

    “Eu chego para tudo” – Sr R Faria

    “Aprendam comigo” – Sr R Faria

    “O dia em que ganhei as eleições” – Sr R Faria

    “Um Conselho de Arbitragem em 10 lições” – Sr R Faria


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: