Natal dos Hospitais

Pediram-nos para dissecar o perfil dos candidatos a presidente. Não é tarefa fácil, dissecar corpos vivos, dexando-os viver para contar. E mais difícil é dissecar quem nunca esteve na linha da frente, como é o caso de um dos candidatos. Requer dons de adivinhação que não temos. Pelo menos na linha da frente do remo, porque parece que já foi (ainda é?) director de qualquer coisa no hospital onde trabalha. O Dr. Jekyll diz que remar em equipa é a melhor estratégia. E não admite que a profissão comum possa levá-lo ao favoritismo pelo seu colega português. Diz que o que conta são as ideias. Mas que ainda estão no segredo dos deuses, que só mais para o Natal é que vai haver novidades. Mr. Hyde está com o mau feitio do costume. Ainda assim diz que desbaratar maiorias é má estratégia porque se aumenta o risco de não se ser reeleito quando isso é normalmente tarefa fácil. Mesmo para quem faça disso um objectivo de vida. Que é preciso saber ouvir e que até ele, por vezes, não tem razão. Mas logo se arrepende e começa a invectivar tudo e todos. Diz que estão todos contra ele e que ninguém o compreende. E ao vê-lo sacar do bisturi achámos que estava na nossa hora. Demos de frosques e rapidinho. Mas sábado voltamos à carga…

2 Responses to “Natal dos Hospitais”


  1. 1 curioso e amigo 13/11/2008 às 13:11

    Dr. Jekyll já que fala em hospitais, não tenho tido tempo de passar ai no seu estabelecimento para o sr. dr. me fazer um diagonóstico. Já que agora tem um espaço on-line, posso evitar as filas ao seu estabelecimento e colocar aqui mesmo as minha dúvidas sóbrias.
    Remo há muito tempo, ultimamente no Pocinho, sempre senti lá dificuldade, às vezes até a respirar. Doi-me a alma sempre que lembro que para lá tinha que enfrentar aquelas horas infinitas, naquelas carruagens ás vezes elas proprias envergonhadas, debaixo daquele azul gelado. Ás recepções no CAR, por vezes inimagináveis com palavras que ainda hoje doem e passeiam nos sonhos. Os sub-treinos desajeitados e por vezes inexplicáveis. Tantos Treinadores para uma linguagem diferente entre os próprios. Será que estou doente sr. dr. JeKyll? Fazia a mesma pergunta ao dr.Hyde mas tenho medo do diagnóstico dele e não volte a remar.

  2. 2 Pescador 13/11/2008 às 17:53

    Eu não sou médico, mas cá para mim é um problema depressivo. É o problema do isolamento a que o sujeitam lá no… Pocinho!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s





%d bloggers like this: